terça-feira, 20 de maio de 2014

Sempre preferi ciências e português à geografia quando estava no colégio. Agora, sofro pra me encontrar no mundo enquanto minha vida fica cada vez mais parecida com um experimento científico de um romance mal escrito qualquer, daqueles que a gente encontra por um real nos sebos do centro de Florianópolis.

Um comentário:

  1. Amiga, nem sempre os bons romances são considerados bons desde o princípio. Às vezes, o tempo precisa depurar e melhores os interlocutores, para que eles entendam, apreciem e respeitem o enredo. Cada um faz sua história e elas nunca são parecidas umas com as outras. Viver é trilhar sem ver aonde.

    Beijo.

    ResponderExcluir