quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Grito Número Cento e Vinte e Oito

Peço a licença do Dan Arsky (800 Gritos Mudos)  para republicar aqui seu texto.

NÃO ME LEIA MAIS, POR FAVOR
 

Não quero que corra mais os olhos por meu corpo.

Vou fugir das suas vistas e de suas leituras matinais e nas madrugadas.

Não adianta sentar na poltrona macia e acender a luminária.

Não vai adiantar colocar café fresco e quente em sua caneca favorita, como se fosse um ode às coisas que amo.
Como se fosse uma oferenda às boas leituras.

Não quero que passe os olhos no que está escrito em mim, pois meu coração está nas entrelinhas.

E isso você não sabe ler.

Um comentário: