quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Sobre todas as coisas e nada.

Como posso começar isso? Ah sim, já sei. PLATONICIDADE
Platonicidade não é encontrada no dicionário, mas dá a entender o que se deseja passar. Não? Derivada de platônico, que tem como significado "O que é puramente ideal".

Na verdade, devia ter começado com: Não existe sensação melhor do que, após algumas horas acordada, lembrar de um sonho fantástico que teve na madrugada. Um sonho sobre todas as coisas. Passadas, boas. Reaparece aquela pessoa da qual você se lembra raramente em um momento aleatório quando toca ao fundo, a música que te relaciona imediatamente a ela.
Vocês se reencontram durante a noite e você acorda tendo a certeza de que realmente a viu. E se pergunta: "Será que ela também sonhou?".

Pra dizer a verdade, esse post é mais sobre nada do que qualquer coisa.
Mais pra lembrar amanhã e depois. E só.

Pra salvar isso aqui, a minha música da semana. Mês.




But I cannot forget! Refuse to regret. So glad I met you, take my breath away.
Make everyday worth all of the pain that I have gone through.

Um comentário: