domingo, 30 de outubro de 2011

E que a minha loucura seja perdoada.
Porque metade de mim é amor e a outra metade... também.

Um comentário: