sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Hoje é dia de nostalgia.

Fiquei hoje a tarde em uma praça com a minha namorada.
Comecei a observar as crianças que estavam lá,
e um garotinho deitado em um dos bancos me chamou antenção.
Ele olhava pro céu, e brincava com algo invísivel.
Alguma coisa no mundo dele, que só ele conseguia ver.
Lembrei do meu tempo de fazer coisas do tipo. De conversas com amigos imaginários, criar lugares, histórias, personagens. Me deu vontade de ir brincar com ele.
Mas não é a mesma coisa. Não vejo mais o que ele vê.
E o mais triste de tudo isso, é que eu estou começando a me esquecer de coisas legais que eu costumava fazer. Mas não vou. Não posso deixar isso ir assim.




Poxa, tempo, pare de passar tão rápido assim?




 


PS: É triste pesquisar no google "Mundo do sofá" e só encontrar lojas de móveis.

3 comentários:

  1. é. isso é tão tenso, tipo: o tempo passa e vc não é mais você, quero dizer, não é mais quem foi, é outra pessoa. Acho que a questão é sempre se perguntar se quem vc foi, se aquela garotinha que tinha amigos imaginários gosta da mulher que vc é agora...

    "Crescer para que? Ser e esquecer." O rock acabou - MopTop

    ResponderExcluir
  2. Como diria nosso sabio amiguinho Heráclito: "Nós não podemos nunca entrar no mesmo rio, pois como as águas, nós mesmos já somos outros"

    ResponderExcluir