segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Sin-cera...
Desde os dias de Michelangelo, os escultores escondiam os defeitos de seus trabalhos usando cera quente e pó de pedra para tapar eventuais fendas. O método era conciderado trapaça e, portantom toda escultura "sine cera" - ou seja, sem cera - era chamada de obra de arte "sincera". A expressão pegou. Até hoje, usamos "sinceramente" para assinar cartas, como uma garantia de que nossas palavras são verdadeiras.  
                                                     O Símbolo Perdido - Dan Brown.

Li agora de manhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário